Prefeitura de Aracaju revitaliza ponto de descarte irregular nas proximidades do Costâncio Vieira

Quem transita pela capital sergipana, sente a presença da administração municipal no tocante à limpeza pública. Através da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), a Prefeitura de Aracaju realiza de forma planejada a manutenção e recuperação de espaços urbanos decorrentes do descarte irregular de lixo e entulho.

No entanto, no bairro 13 de Julho, na avenida Anísio Azevedo, mesmo com as ações contantes da empresa, algumas pessoas ainda insistem em cometer o ato, que é considerado crime, conforme e lei municipal nº 4.452/2013.

Os resíduos descartados neste local, localizado nas proximidades do ginásio Constâncio Vieira, são, em sua maioria, grandes embalagens, peças de madeira, móveis e também restos de construção civil. Todo este material é recolhido três vezes por semana pelas equipes da empresa, com o suporte de máquinas pás carregadeiras e caçambas.

Como forma de inibir e combater esta prática irregular de descarte, a Diretoria de Operações da Emsurb irá realizar, nesta terça-feira, 9, mais uma intervenção com paisagismo. Será feita a limpeza de toda a área e, em seguida, a confecção de arranjos com mudas ornamentais.

O empenho da gestão para reduzir os transtornos à população, ocasionados por meio desse ato delituoso, também conta com o trabalho da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema). O órgão realiza, rotineiramente, ações de fiscalização em outros pontos na mesma localidade que, inclusive, resultaram na notificação e abertura de processo administrativo em um terreno de propriedade da Marinha.

Descarte irregular

Em 2017, início da gestão do prefeito Edvaldo, foram identificados dois mil pontos de descarte irregular na capital. Neste mesmo ano, a Prefeitura, por meio da Emsurb, investiu na qualidade do serviço da limpeza pública e, também, em ações de conscientização junto à população. A iniciativa resultou na redução do número de pontos de descarte irregular – de 2 mil para 248.

Em seguida, a Emsurb passou a trabalhar com a transformação desses pontos ainda existentes, manteve a qualidade do serviço de limpeza e as ações educativas. Dos 248 pontos, 75 foram transformados em espaços com áreas verdes e paisagismo. Ou seja, dos 2 mil pontos de descarte irregular, identificados em 2017, a administração já eliminou 1.827.

Foto: Felipe Goettenauer

Reprodução: www.imprensa1.com

Por: Tirzarh Braga/ Secom Aracaju

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.